Criança de 2 anos morre ao tocar em fio que despencou após chuvas na BA

Caso ocorreu na manhã desta quinta (13), em Barreiras, no oeste da Bahia.
Em nota, a Coelba lamentou a morte e disse que aguarda laudo do DPT.


Informações G1 BA
(Foto: Imagens / TV Bahia)
Uma criança de dois anos morreu na manhã desta quinta-feira (13), no município de Barreiras, no oeste da Bahia, após ter tocado em um fio da rede elétrica que caiu sobre uma rua após as fortes chuvas que atingiram a região na noite de quarta-feira (12).
Segundo familiares, a criança saiu da casa da avó para brincar com outras meninos na rua onde morava, mas antes de chegar até os vizinhos encontrou o fio e colocou a mão. Conforme testemunhas, o choque foi tão forte que o garoto desmaiou na hora.
Fio de alta tensão despencou de poste após chuva (Foto: Imagens / TV Bahia)
Fio de alta tensão despencou de poste após chuva
(Foto: Imagens / TV Bahia)
"Quando eu saí, ele estava na calçada seguro no fio, quietinho. Nisso, já veio a avó dele e disse: me dê um pau, me dê um pau. Eu fui e dei um pau para ela. Ela lapeou o pau no fio e o fio saiu da mão do menino", disse uma vizinha que presenciou a tragédia.
Segundo moradores da região, a queda do fio foi informada à Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) ainda na noite de quarta e que a situação não tinha sido resolvida até a manhã desta quinta, quando ocorreu acidente. "Como pode um fio que caiu ontem à noite estar até agora no chão na rua que tem criança e perto do colégio? Perdi meu filho", disse Crejane Amorin, mãe do menino.
Conforme o Hospital do Oeste, para onde a criança foi encaminhada, as equipe médicas tentaram reanimar o menino, mas não obtiveram sucesso. Em nota, a Coelba informou que lamenta a morte da criança e que está aguardando o laudo da perícia da Polícia Técnica (DPT). O G1 tentou contato com a 11ª Coordenação de Polícia do Interior (11ª Coorpin/ Barreiras), mas até a publicação desta matéria não conseguiu confirmar se o caso foi registrado na unidade.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário