16 pessoas são presas na Bahia em operação federal contra crime organizado

Entre os presos estão dois que estavam com explosivos em Caetité; segundo polícia, material seria usado em assaltos a bancos

Informações Correio24hs 
Dezesseis pessoas foram presas na Bahia em uma ação entre Ministério da Justiça e as polícias de nove estados do Nordeste e dos estados que fazem fronteiras com outros países. O objetivo era combater organizações criminosas que atuam em várias regiões do Brasil. Entre os presos na Bahia estão João Paixão da Silva e Antonio Elber Pereira Santos, flagrados com explosivos em gel armazenados ilegalmente em uma casa em Brejinho das Ametistas, distrito de Caetité
A região foi identificada pelo Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif) como ponto de venda clandestina de artefatos explosivos. A investigação levou à casa onde parte do material foi encontrado. Os dois presos alegaram que trabalham em um garimpo e usariam os explosivos nele.
A polícia foi até o garimpo chamado Casarão e apreendeu mais emulsão em gel, em um total de 8,4 quilos de explosivos. A polícia acredita que este material seria usado em ataque a bancos no interior. Também em Brejinho das Ametistas a polícia apreendeu 40 quilos de pedras semipreciosas em situação irregular.
O trabalho de perícia dos explosivos será feito pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) e Exército.
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta quinta-feira (6) que 436 pessoas foram presas durante a operação, que durou dois dias.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário