Presidente de Câmara é investigado suspeito de agredir namorada da filha

Menina teve dedo quebrado, hematomas no corpo e perna marcada.
Segundo vítima, político não aprovava o relacionamento entre as jovens.


Do G1 BA, com informações da TV Bahia
(Foto: Imagens / TV Bahia)
O presidente da Câmara de Vereadores do município de Firmino Alves, na região sul da Bahia, é investigado como principal suspeito de agredir uma adolescente de 16 anos, ao presenciar namoro da filha dele com a menina. O caso ocorreu na terça-feira (7).
A garota de 16 anos teve um dedo quebrado, hematomas pelo corpo e cortes de facão nas pernas. A adolescente diz que foi agredida pelo vereador Edmilson Freitas, porque o político não queria que a filha mantivesse um relacionamento com ela. "Tanto ele como a minha mãe não gostavam. Por isso, ele fez isso", relata a vítima.
A agressão aconteceu por volta das 22h de terça, no fundo da casa do vereador, quando ele teria visto a filha mais velha com a adolescente. A vítima conta que foi puxada pelos cabelos e agredida também pela esposa do vereador e a filha mais nova do casal, de 15 anos.
A adolescente diz que recebeu pauladas na cabeça e que a filha mais velha do vereador foi agredida com facão. Segundo a denunciante, ela já tinha sido ameaçada antes. "Começou a bater com cabo de vassoura, a bater na minha cabeça", detalha.
De acordo com a mãe da vítima, Rosenildes da Silva, que é conselheira tutelar, a agressão acabou quando uma colega de trabalho, que é parente da família do vereador, chegou ao local.
A mãe prestou queixa e a vítima vai fazer exame de corpo de delito. "Eu estou muito chocada. Ele sendo um vereador, presidente da Câmara, jamais poderia ter feito isso", afirma. O vereador foi intimado para prestar depoimento na segunda-feira (13) e não foi localizado pela reportagem.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário