Dilma Rousseff e Aécio Neves se enfrentam pela presidência no segundo turno

Neste primeiro turno, Dilma Rousseff recebeu 40,91% dos votos válidos, enquanto Aécio Neves recebeu 34,38%

Informações Correio24hs
Dilma Rousseff e Aécio Neves se enfrentam pela presidência no segundo turno
Dilma Rousseff e Aécio Neves se enfrentam pela presidência no segundo turno


A atual presidente do Brasil, Dilma Rousseff, enfrenta Aécio Neves, candidato do PMDB, no segundo turno das eleições de 2014, segundo apuração dos votos deste domingo (5). A candidata do PT busca a reeleição, enquanto o líder da oposição tenta o retorno ao Planalto.
Neste primeiro turno, Dilma Rousseff recebeu 41,32% dos votos válidos, enquanto Aécio Neves recebeu 33,85%. A candidata do PSB, Marina Silva, levou 21,26% dos votos. Os números correspondem a 92,42% das urnas apuradas.
Luciana Genro (PSOL) ganhou 1,56% dos votos, Pastor Everaldo Pereira (PSC) se despede do primeiro turno com 0,75% e Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix (PRTB) somaram pouco mais 1% dos votos. Já os votos brancos e nulos alcançaram 9,63%. 
A Pesquisa Ibope divulgada neste último sábado (4), última antes da eleição, apontava uma diferença de 16% entre os dois candidatos - Dilma com 40% e Aécio com 24% dos votos válidos -, depois de Marina Silva, candidata do PSB, chegar a liderar as pesquisas após a morte do candidato Eduardo Campos quase 40 dias antes das eleições.
O segundo turno que irá definir o próximo presidente do Brasil acontece no dia 26 de outubro. 
Votos
A atual presidente nasceu em Belo Horizonte, mas votou em Porto Alegre, cidade onde exerceu seus primeiros cargos políticos, na manhã deste domingo (5). A candidata do PT compareceu à Escola Estadual Santos Dumont, na Zona Sul de Porto Alegre (RS) por volta das 8h45 e demonstrou confiança acompanhada pelo governador Tarso Genro.
Aécio Neves votou por volta das 10h30 deste domingo. O candidato do PSDB, que na última pesquisa do Ibope ultrapassou a candidata Marina Silva, demorou cerca de um minuto e meio para votar na Escola Estadual Governador Milton Campos (Estadual Central), em Belo Horizonte.
Trajetórias
Nascida em Belo Horizonte em 1947, Dilma Rousseff participou da luta armada contra a ditadura militar no Brasil. A presidente esteve presa entre 1970 e 1972, e filiou-se ao PDT no final dos anos 70. Já em 1986, Rousseff assumiu pela primeira um cargo público, atuando como secretária da Fazenda da Prefeitura de Porto Alegre.
Ela filiou-se ao PT em 2000, e se tornou ministra de Minas e Energia em 2002, após a eleição do ex-presidente Lula. Posteriormente, Dilma se mostrou ministra da Casa Civil, e foi apontada como sucessora em 2010, quando foi eleita a primeira presidente mulher do Brasil.  
Esta foi a primeira candidatura à presidência do economista Aécio Neves, nascido em março de 1960 em Belo Horizonte. Neto do ex-presidente Tancredo Neves, o candidato do PSDB iniciou a vida política aos 21 anos, quando atuou como secretário pessoal do avô no governo de Minas Gerais.
Foi eleito pela primeira vez em 1986, como deputado federal, sendo reeleito mais três vezes. Assumiu o governo de Minas em 2002, e foi reeleito quatro anos depois. Foi eleito senador em 2010, e deixou o governo com 90% de aprovação da população, segundo pesquisa Vox Populi. 
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário