Dilma agradece eleitores, promete diálogo e mudanças: "o Brasil saiu maior dessa disputa "

Dilma afirmou que ao invés de ampliar divergências, tem esperanças de que a energia destas eleições tenha "preparado um bom terreno para construção de pontes"

Informações Correio24hs
A presidente Dilma Rousseff agradeceu aos brasileiros pela sua reeleição na noite deste domingo (26), de Brasília. Falando para uma multidão que comemorava o resultada, Dilma agradeceu a correligionários, partidos aliados, ao vice Michel Temer e especialmente ao ex-presidente Lula, "o militante número um das causas do povo e do Brasil". 
"Conclamo, sem exceção, a todas as brasileiras e a todos os brasileiros, para nos unirmos em favor do futuro de nossa pátria, de nosso país e de nosso povo. Não acredito, sinceramente, do fundo do meu coração, que essas eleições tenham dividido o país ao meio", afirmou Dilma. "Entendo que elas mobilizaram ideias e emoções às vezes contraditórias, mas movidas por um sentimento comum: a busca de um futuro melhor para o país". Ela classificou este pleito como o que "mobilizou intensamente as forças do nosso país".
Dilma falou ao lado do ex-presidente Lula (Foto: AFP)
Dilma falou ao lado do ex-presidente Lula (Foto: AFP)
Dilma afirmou que ao invés de ampliar divergências, tem esperanças de que a energia destas eleições tenha "preparado um bom terreno para construção de pontes". A presidente falou da necessidade de construir uma "base de entendimento com eles" para avançar o país. Disse ainda que "resultados apertados" em eleições já produziram mudanças no Brasil e que espera que isso se repita, com aumento do debate no país.
A presidente disse ainda que união não significa unificação de ideia, e sim disposição ao diálogo. "Essa presidenta aqui está disposta ao diálogo e é esse o meu primeiro compromisso do segundo mandato: diálogo", garantiu. Dilma afirmou que entende sua reeleição como um "voto de esperança dado pelo povo na melhoria do governo". "Foi o que eu escutei nas urnas. Por isso, quero ser uma presidenta muito melhor do que fui até agora".
A petista foi constantemente interrompida por gritos da militância como "coração valente, coração valente" e "1, 2, 3, Dilma outra vez", entre outros. "A palavra mais repetida, mais dita, mais falada, mais dominante, foi mudança", continuou Dilma. "O tema mais amplamente invocado foi reforma. Sei que estou sendo reconduzida à presidência para fazer as grandes mudanças que a sociedade brasileira precisa".
Militância se mobilizou para celebrar eleição de Dilma (Foto: AFP)
Militância se mobilizou para celebrar eleição de Dilma (Foto: AFP)
Dilma reforçou que está disposta a abrir diálogo "com todos os setores da sociedade" e destacou que das reformas necessárias ao país "a primeira e mais importante deve ser a reforma política", salientando que é responsabilidade do Congresso Nacional e dizendo que o tema pode ser alvo de um plebiscito. 
A presidente reeleita garantiu que terá compromisso "rigoroso" no combate à corrupção e à impunidade. Também se comprometeu a fazer a economia crescer novamente, com bom desempenho da indústria nacional. "Mais que nunca, é hora de todos nós acreditarmos no Brasil". "O Brasil saiu maior dessa disputa e seu da responsabilidade que pesa sobre meus ombros", disse Dilma. "Brasil, mais uma vez esta filha tua não fugirá da luta. Viva o Brasil! Viva o povo brasileiro!", afirmou, encerrando seu primeiro discurso como presidente reeleita.
Dilma fez primeiro discurso como presidente reeleita (Foto: AFP)
Dilma fez primeiro discurso como presidente reeleita (Foto: AFP)


Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário