Urnas eletrônicas começam a ser lacradas na Bahia

Na capital, são 5.250 urnas que farão procedimento no Porto Seco Pirajá.
No interior, processo ocorre desta quarta-feira (24) até o dia 2 de outubro.


Informações G1 BA

Urnas são preparadas pela Justiça Eleitoral (Foto: Reprodução/TV Integração)
Urnas são preparadas pela Justiça Eleitoral
(Foto: Reprodução/TV Integração)
A Justiça Eleitoral da Bahia começou o procedimento de lacração das 5.250 urnas eletrônicas pertencentes às 20 Zonas Eleitorais, na manhã desta quarta-feira (24), em Salvador. A ação acontece no Centro de Apoio Técnico, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no bairro do Porto Seco Pirajá, entre os dias 24 e 30 de setembro.
O processo de inseminação significa a inserção dos dados de candidatos e eleitores. A lacração é a colocação de lacre para impedir a colocação de qualquer dispositivo móvel no equipamento.
Nesta quarta-feira, o procedimento será efetuado nas urnas eletrônicas das 1ª, 3ª, 8ª e 11ª Zonas Eleitorais, previsto na Resolução nº 23.399/2014, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dos dias 27 de setembro a 2 de outubro, será realizada a conferência visual das urnas, que consiste em ligar o equipamento para verificar se está funcionando corretamente.
saiba mais
Na ocasião, serão convidados representantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados e do Ministério Público Eleitoral, que podem optar por comparecer ou não. A presença do juiz eleitoral de cada Zona é obrigatória.
Interior
No interior da Bahia, em todas as 185 Zonas, a inseminação e lacração das urnas ocorrerão entre os dias 24 de setembro e 2 de outubro. Em Feira de Santana, que conta com 2.700 urnas para serem distribuídas entre quatro Zonas Eleitorais, o procedimento ocorrerá no Fórum Eleitoral do município. Já Vitoria da Conquista conta com 2.100 urnas para três Zonas e a ação acontecerá no Polo de Informática da Justiça Eleitoral na cidade.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário