Secretaria nega que alimentos apreendidos eram destinados a escolas

Duas toneladas de mercadoria foram apreendidas pela polícia pois seriam levadas para instituições de ensino do estado

Material foi apreendido na última sexta-feira

A Secretaria de Educação da Bahia negou que os alimentos apreendidos nesta segunda-feira (1º) na cidade de Teixeira de Freitas seriam destinados a escolas da rede pública. Duas toneladas de mercadoria foram apreendidas pela polícia pois seriam levadas para instituições de ensino do estado.

Os alimentos estavam sendo vendidos em estabelecimentos comerciais. O selo do programa "Parceiros da Escola" está impresso na embalagem dos itens apreendidos, que incluem farinha, feijão e açúcar. 


Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) fez a apreensão depois de denúncia do Ministério Público. Mais de 2 mil sacos, com 1 kg cada, foram apreendidos nas lojas - ao todo foram apreendidos, 966 quilos de feijão, 612 quilos de farinha e 277 quilos de açúcar. Os estabelecimentos onde os alimentos foram encontrados foram o Supermercado Teixeira, o Supermercado Distrisul e o Supermercado Padaria Verde. Informações Correio24hs
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário