Criança é baleada dentro de carro em atentado contra padrasto, diz polícia

Crime ocorreu em Feira de Santana, na Bahia; suspeitos não foram presos.
Em depoimento, padrasto afirmou que tiros foram motivados por vingança.


Informações G1 BA

Crime ocorreu no bairro do Tomba, em Feira de Santana (Foto: Reprodução/TV Subaé)
Crime ocorreu no bairro do Tomba, em Feira de
Santana (Foto: Reprodução/TV Subaé)
Uma criança de dois anos e o padrasto foram baleados dentro de um carro em Feira de Santana, a 100 km de Salvador. De acordo com a polícia, dois homens são suspeitos de efetuar os disparos.
A mãe do menino, que também estava no veículo, não foi atingida. O crime ocorreu no domingo (7), no bairro do Tomba. Em contato com o G1 nesta segunda-feira (8), a delegada Milena Calmon, responsável pelo caso, disse que, segundo o relato da vítima, o crime pode ter sido motivado por vingança.
"O padrasto da criança disse em depoimento que um primo dele foi morto por esses homens há pouco tempo e, como ele foi testemunha e andou comentando sobre esse crime, os suspeitos foram se vingar dele", disse Milena Calmon. A delegada contou que os dois suspeitos já chegaram atirando contra o veículo em que estavam o padrasto e a criança.
O menino, atingido no tórax, passou por uma cirurgia no Hospital Estadual da Criança ainda no domingo, mas na madrugada desta segunda-feira teve uma parada cardíaca e foi reanimado.
Segundo a direção do hospital, o estado de saúde dele é grave. Já o padrasto foi atingido de raspão no dedo direito, mas operou e passa bem. Ele foi liberado no domingo, mas prestou depoimento nesta segunda-feira. A mãe da criança também foi ouvida na delegacia durante a tarde.
Milena Calmon informou ao G1 que os suspeitos já foram identificados. Segundo ela, os dois já têm passagem pela polícia. "Nós fizemos diligências, mas ainda não encontramos eles. Estou analisando a possibilidade de solicitar a prisão preventiva", afirma.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário